CONTACTOS:    22 764 1978     GERAL@REINALDOCRUZ.PT     

Reinaldo Cruz
QUEM SOMOS
Descubra a Reinaldo Cruz
QUALIDADE
Da matéria-prima ao produto
MISSÃO
Razão de ser da empresa

 

CUIDADOS A TER ANTES DE MONTAR OS PENEIROS

Verificar se as travessas de apoio se encontram revestidas com perfil de borracha em bom estado;

Assegurar o bom estado do sistema de tensionamento, inclusive das barras de aperto e dos parafusos que dele fazem parte e , se necessário, proceder a substituição;

Confirmar se a dimensão da rede é adequada à medida do deck tendo em conta que estas devem ter uma folga de aprox. 20mm por cada lado, conforme desenho em baixo.

TENCIONAMENTO E MANUTENÇÃO DAS REDES

A montagem das redes nos decks é um processo simples que não carece de cuidados especiais. No entanto há determinados pormenores que não devem de modo algum a ser descurados.

O aperto das redes deve ser efectuado de forma cuidada procurando obter-se um tensionamento equilibrado nos diversos pontos de aperto. Para isso o aperto deve ser progressivo e alternado pelos diversos pontos de tensionamento. Reavalie o tensionamento após 1 hora de funcionamento em carga e reaperte se necessário.

As redes devem ser reapertadas uma segunda vez após 8-10 horas de funcionamento. Depois disto as verificações deverão ser efectauads a cada 3 dias no máximo. Idealmente deverá ser feita uma vez por cada turno principalmente se estiverem montadas redes de malha mais fina e redes de maior comprimento entre viras pois estão mais susceptiveis ao alongamento, o que comprometerá a duração das mesmas.

Regulamente verifique também o estado do perfil de borracha aplicado nos apoios.

Se o material a classificar tiver índices de humidade elevados ou com tendência para colmatação procure lipar o material acumulado periodicamente aumentando a produtividade.

Nestes casos deve também considerar a possibilidade de aplicar rede anticolmatante.

O não cumprimento destas recomendações pode condicionar o rendimento das redes de rame e, em caso extremos, conduzir à sua inutilização em poucas horas.

 

CAUSAS PARA FRATURAR OS PENEIROS

A causa das fraturas do arame dos crivos dificilmente se pode imputar à qualidade dos próprios arames. Os arames usados no fabrico de rede possuem características especificas, próprias para a produção de redes, respeitando normas internacionais. São também testados integralmente pelos fabricantes de rede nas operações de pré-ondulação sendoque, caso não cumprissem com os requisitos, verificar-se-iam ruturas o que conduziria necessariamente à sua rejeição. Na prática todo este processo marginaliza as hipóteses de que o arame não corresponde aos critérios exigíveis.

Torna-se portanto importante conhecer alguns dos sintomas que permitem apontar as causas mais prováveis da fratura, analisando vários aspectos.

  • Se ocorre junto às viras e de forma alinhada, paralelamente às mesmas, indica tensionamento incorreto (tensionamento insuficiente ou desequilibrado)
  • Se ocorre sobre os apoios pode dever-se à falta de perfil de borracha sobre os apoios ou ao seu mau estado.
  • Se as fraturas se limitam a uma zona especifica normalmente estão associadas a alimentação excessiva, altura de queda do material ou granulometria excessiva. Pode dever-se também, a excesso de pressão de água nos expressores.
WP Telegram Pro NulledWP Telegram Pro NulledWP Telegram Pro NulledWP Telegram Pro NulledWP Telegram Pro Nulled